Transformador bifásico para trifásico

 

Apresentação e aplicações:

O transformador bifásico para trifásico, consiste num arranjo simples de dois transformadores monofásicos isoladores formando uma ligação do tipo V-V (duplo V) nos enrolamentos primário e secundário de ambos. Esta configuração permite a partir de uma rede bifásica com neutro (fase-fase-neutro), obter no enrolamento secundário, uma tensão trifásica (fase-fase-fase) totalmente isolada do enrolamento primário e dispensando-se completamente a necessidade de circuitos e conversores eletrônicos, como ocorre no inversor de frequência (VFD).

Este transformador apresenta três terminais de entrada de tensão (fase-neutro-fase) e três terminais de saída (fase-fase-fase). É recomendando em aplicações de média e pequena potência para alimentação de cargas trifásicas ou para desenvolvimento de fontes de corrente contínua, utilizando retificadores trifásicos a partir de uma rede bifásica, onde a escolha deste transformador se torna uma opção mais simples e vantajosa em relação aos conversores eletrônicos, pois além de fazer a conversão CA-CC, pode apresentar diversos valores simultâneos de tensão de acordo com a necessidade do projeto da fonte.

Observação Importante: Somente é possível realizar a conversão de bifásico para trifásico com este transformador, utilizando obrigatoriamente uma rede de alimentação bifásica de três fios (fase-fase-neutro), desde que seja um sistema de fornecimento de tensão de rede de 127V/220V ou em 220V/380V, onde fica constatado que a tensão entre uma fase e o neutro é √3 (aproximadamente 1,732) menor que a tensão entre as duas fases.


 ATENÇÃO: Não é possível utilizar este transformador nas seguintes situações abaixo:

• Em rede bifásica de apenas dois fios (fase-fase) ou monofásica (fase-neutro).

• Em rede bifásica de três fios (fase-fase-neutro), quando a tensão entre fase e neutro é exatamente a metade (½) do valor da tensão entre duas fases. Exemplos: 110V/220V, 115V/230V, 120V/240V. Nesta situação, são fases em que o terminal neutro é uma derivação central de um enrolamento do transformador de distribuição, apresentando mudança na defasagem angular entre fases e dessa forma não permitindo a conversão através do transformador bifásico para trifásico. Para ambos os casos mencionados acima, a conversão somente é viável através de inversores de frequência.

Observação final: Antes de solicitar orçamento, realize medições de tensão entre as fases e entre fase-neutro, utilizando multímetro digital para certificar que sua rede é adequada a este tipo de transformador. 

Potência Máxima: 10kVA com alimentação bifásica com neutro em 220V ou 380V.

Página Inicial